Merch Endorsement Setup Contatos Videos Fotos Discografia Biografia Agenda Home Notícias


3 de Novembro de 2015 @ 12:40


Notícias

2 de Novembro de 2015 @ 11:13




Notícias

21 de Outubro de 2015 @ 18:21


Gravações das baterias do novo disco do Hangar 2015!
Aquiles Priester e Adair Daufembach falando sobre a gravação das bateiras do novo disco do Hangar. Veja alguns takes exclusivos da gravação.
Agradecimentos Especiais: Jonas Branco, Fabiano Ramos e Rodrigo Ganso.

Notícias

21 de Outubro de 2015 @ 12:30


Notícias

19 de Outubro de 2015 @ 11:16



Por Fabian Chacur

O guitarrista Gustavo Carmo e o baterista Aquiles Priester se conheceram em 2001. Desde então, ficou no ar o desejo de realizarem um trabalho em dupla. O que, enfim, se concretizou em 2015 com o CD Our Lives, 13 Years Later…, que tem como marca a ousadia.

O álbum conta com participações especiais de nomes badalados do rock como Greg Howe, Tony MacaAlpine, Vinnie Moore e Junior Carelli, entre outros. Em entrevista a Mondo Pop, Gustavo Carmo fala sobre como esse CD foi gravado, e o desafio de trabalhar com alguém tão ocupado como Aquiles, que integra várias outras bandas.

Mondo Pop- Como ocorreu aquele primeiro encontro entre vocês, em 2001? Vocês tocaram juntos logo de cara? E o projeto do disco sempre foi de um trabalho instrumental?
Gustavo Carmo- Em torno de 2001, o Hangar, a banda do Aquiles, e o Versover, a minha banda, eram do cast da mesma gravadora, a Die Hard Records. Na época, gravávamos as nossas participações para o Hamlet, um projeto da gravadora que contava com várias bandas da cena metal underground brasileira. Nos conhecemos no Creative Studios em SP durante as gravações.
Nessa mesma época, a Die Hard queria lançar um disco instrumental chamando eu e o Aquiles pra fazer parte do disco. Portanto, a ideia foi sempre ter um disco instrumental, e foi a gravadora que criou a oportunidade.
No entanto, logo em seguida, o Aquiles entrou no Angra e foi impossível levar o projeto pra frente pois a banda ocupou todo seu tempo. Nem chegamos a tocar juntos na época, foi tudo muito embrionário, não deu tempo de acontecer nem o primeiro ensaio. Como o projeto não teve muita tração nessa época, todo o conceito acabou sendo desenvolvido agora. Não tínhamos material daquela época. Só a vontade de fazer o disco.

Mondo Pop- Nesses anos todos você continuaram mantendo contato? E como foi esse reencontro aqui no Brasil?
Gustavo Carmo- Trocamos alguns emails informais nesse meio tempo, mas extremamente esporádicos. Em 2008, depois que o Aquiles saiu do Angra, o convidamos para fazer um show com o Versover e foi aí que voltamos a interagir. Acabamos montando a nossa banda, House of Bones, fizemos alguns shows, e somente muitos anos depois retomamos o projeto instrumental. Durante as gravações do EP do House of Bones em 2011 eu pedi pro Aquiles me passar umas linhas de bateria, pois eu tentaria fazer músicas em cima delas.
Depois de uns meses, ele ouviu o resultado, gostou e sugeriu retomar o projeto fazendo inteiro neste modelo, ou seja, começando pelas partes rítmicas e depois as harmonias, temas, bases e solos. A princípio ele não levou a sério, mas depois que enviei as duas primeiras músicas ele se animou e ai tudo tomou forma.

Matéria completa em: http://www.mondopop.net/2015/10/gustavo-carmo-fala-sobre-cd-em-duo-com-aquiles-priester/

Notícias

Navegue pelas notícias de 2014

Page 20 of 52« First...10...1819202122...304050...Last »

CLIQUE AQUI PARA VER AS NOTÍCIAS ANTERIORES A 2014